Amor – 4 séries x 8

 

“Não adianta. Mudam-se as cores do inverno, os sorrisos, as páginas das revistas, as dez mais bonitas. Mudam-se as tecnologias, as manchetes, o preço do pão, o jeito como você corta o cabelo. Mudam-se os sonhos, o clima lá fora, o tom do batom, a decoração, o que você espera de si mesma. Tudo muda o tempo todo. Mas uma coisa não muda. Não sai de moda. Não fica velho, nem ultrapassado. Quer saber? Acho amar a coisa mais eterna que existe. Não há nada mais moderno. Mais transgressor. Mais ousado – e mais antigo – que isso. Num tempo onde as pessoas mal têm tempo, amar virou coisa de gente corajosa. Porque é preciso muito peito (e muito jogo de cintura) para seguir o que temos de mais criativo: o coração. É o amor que nos faz ver o mundo de um jeito mais belo. E é o amor (e só ele!) que nos traz o valor exato das coisas simples. E você não precisa necessariamente amar uma pessoa. O amor é democrático. Você pode – e deve – amar a si mesmo e ao mesmo tempo amar alguém (essa, sim, é a melhor combinação!). E também amar a vida. Amar um projeto. Um trabalho. Um sonho. Ou – porque não? – simplesmente amar o amor. Se todo amor vale a pena? Eu acredito que sim. O mundo não está triste só por causa das guerras, do superaquecimento global e do tal “salve-se quem puder” As pessoas se escondem atrás das tecnologias e de um falso liberalismo pra camuflar seus medos. Para enganar seus desejos. Ah, me desculpem, mas no fundo todo mundo quer mais é se apaixonar! Mentira minha? Duvido. Todo mundo quer amar, todo mundo quer encontrar alguém especial, todo mundo quer se livrar do medo que nos impede de andar de mãos dadas. É certo que há quem prefira o morno, os relacionamentos superficiais, as noites vazias. (Relacionamentos trazem tantos problemas e alegrias quanto estar só, isso é uma verdade). Mas tenho a impressão de que todos nós temos um leve romantismo escondido, um desejo real pelo amor, uma necessidade de amar e ser amado sem a qual a vida não teria graça. (E não haveria tantos poetas, tantas canções bonitas e tanta insônia por aí). Escrevi, uma vez, uma letra onde canta a seguinte frase: “Será que amar é mesmo tudo”? Na época eu não saberia responder. Mas, hoje, cheguei a uma breve conclusão: não, amar não é tudo. É quase tudo. Amar é o começo. O primeiro parágrafo. A primeira nota. É o que canta (e encanta). Amar é que nos faz falar. É o que nos faz acordar. É o que nos faz dizer “Bom dia” com o sorriso mais livre do mundo. Se eu estou amando? É, devo admitir. Depois de vários romances sem fim, me apaixonei por mim mesma. E, como presente, ganhei um novo amor que é fruto de todos os grandes amores que tive. Sorte minha? Talvez. Mas amor não é apenas sorte. Não pensem também que amor é a solução pra todos os nossos problemas. Não. Amor não é solução. Amor é prêmio. Recompensa feliz para quem – afinal de contas – conseguiu manter-se fiel a si mesmo. Por isso, escrevo esse texto. Em uma época em que os desejos duram o tempo de uma estação, acho o AMOR o exercício mais radical que podemos fazer. ”

(Fernanda Mello)

Cinderela às Avessas

Não contam os contos de fada
que o príncipe não quer namorada
nem procura num cavalo branco
o pezinho da sua amada…

Não contam os contos de fada
que à meia-noite o feitiço não se acaba
e que a princesa não precisava ir embora
nem esquecer o sapatinho na escada

Não contam os contos de fada
que nem toda canção de baile é valsa
e que nem todo reino vai à festa
disputar a atenção da Vossa Alteza

Não contam os contos da fada
que de madrinha ela não tem nada
pois onde já se viu calcular nas horas
o tempo de encontrar um grande amor?

Nos contos as fadas também não contam
que a abóbora nem sempre é carruagem
que o cetim é só uma camuflagem
apenas beleza exterior

A porta trancada, a fada não abre
o quanto chorou, a fada não sabe
o que se sujou, a fada não limpa
A canção que tocou, a fada não rima…

Não é tão má a madrasta
Nem tão boa a princesa
Tampouco é florido o caminho da floresta
Por onde passa toda a realeza

As fadas ainda não contam nos contos
Que o certo é o imperfeito
Que é desencanto o grande encanto
E que não há verdade sem direito

Com sua licença, senhora fada
Conto neste conto que, de boba, a princesa não tem nada
mas quer, para cada pergunta, uma resposta
Porque é do sapo que ela mais gosta….

(Jéssica Vieira)

 

Da Saudade

Um dia desses, papo descontraído, uma colega de trabalho contou uma história que eu achei bem bonita, meu coração garimpeiro atento para descobrir preciosidades entre as outras coisas recolhidas na mina de cada instante.
Estava na casa do irmão, quando a sobrinha, criança na época, demonstrou tristeza no momento em que a tia comentou que havia chegado a hora de ir embora.
“Você vai me deixar sozinha?”
“Não, querida, você não vai ficar sozinha, vai ficar com a sua mãe e com o seu pai…”
A menina, numa dessas sábias tiradas amorosas que criança diz sem cerimônia, e adulto, por mais que sinta tão sinceramente, tantas vezes fica encabulado pra dizer, mandou esta:
“Eu sei, mas eu vou ficar sozinha de você!”

Este é um dos poemas mais lindos, eloquentes, instantâneos, que já li sobre a natureza da saudade. Inclusive, de nós mesmos.
(Ana Jácomo)

Há momentos

 

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

 

(Clarice Lispector)

A lista

  

Faça uma lista de grandes amigos 

Quem você mais via há dez anos atrás

Quantos você ainda vê todo dia

Quantos você já não encontra mais…

Faça uma lista dos sonhos que tinha

Quantos você desistiu de sonhar!

Quantos amores jurados pra sempre

Quantos você conseguiu preservar…

Onde você ainda se reconhece

Na foto passada ou no espelho de agora?

Hoje é do jeito que achou que seria

Quantos amigos você jogou fora?

Quantos mistérios que você sondava

Quantos você conseguiu entender?

Quantos segredos que você guardava

Hoje são bobos ninguém quer saber?

Quantas mentiras você condenava?

Quantas você teve que cometer?

Quantos defeitos sanados com o tempo

Eram o melhor que havia em você?

Quantas canções que você não cantava

Hoje assobia pra sobreviver?

Quantas pessoas que você amava

Hoje acredita que amam você?

 

(Oswaldo Montenegro)

Deixa Acontecer

 

Ah, não tente explicar
Nem se desculpar
Nem tente esconder
Se vem do coração
Não tem jeito, não
Deixa acontecer

O amor é essa força incontida
Desarruma a cama e a vida
Nos fere, maltrata e seduz
É feito uma estrela cadente
Que risca o caminho da gente
Nos enche de força e de luz

Vai debochar da dor
Sem nenhum pudor
Nem medo qualquer
Ah, sendo por amor
Seja como for
E o que Deus quiser

(Vinicius de Moraes)

A impontualidade do amor

A 1ª lição está dada: o amor é onipresente.
Agora a 2ª : mas é imprevisível.
Jamais espere ouvir “eu te amo” num jantar à luz de velas, no dia dos namorados.
Ou receber flores logo após o primeiro encontro.
O amor odeia clichês.
Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde,
depois de uma discussão,
e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista,
depois de aprovado no teste de baliza. Idealizar é sofrer.
Amar é surpreender.

(Martha Medeiros)

ANAPS

A ONG na realidade não existe, mas bem que poderia.  

ANAPS se trata de uma brincadeira entre um casal que estava se conhecendo e queria despertar sorrisos, afinal o sorriso é a forma de comunicação mais poderosa do mundo. Fala, sem nada dizer. Sente e faz sentir. Dá coragem, força, alegria, bem-estar, felicidade e esperança. Talvez a importância não esteja no sorriso, mas na emoção por trás dele. Um sorriso verdadeiro pode ajudar a enfrentar um medo, pode ajudar a tomar uma decisão ou pode simplesmente dar felicidade.

 

Sorria e principalmente Fabrique Sorrisos!!! Faça parte da Associação Nacional dos Anônimos Procurando Sorrisos.

O dia em que um sorriso parou São Paulo

São Paulo é uma cidade conhecida pelo trânsito lento e ritmo de vida acelerado, razões que muitas vezes levam as pessoas a esquecer a gentileza em casa. Para demonstrar o seu novo conceito “o poder de uma ideia”, a Brastemp, veiculou em 11 rádios simultaneamente um spot a convidar as pessoas a sorrirem para o motorista do carro ao lado. O resultado foi uma onda de boa disposição a tomar conta duma das maiores cidades do mundo.

 O sorriso dura um instante, está ao alcance de todos e tem um valor incalculável. Nunca se esqueça do poder de um sorriso!!

 

KISS – Forever

FOREVER – Kiss
Eu queria te contar o que estou sentindo
Eu poderia mentir para mim mesmo, mas é verdade.
Não há dúvidas quando olho nos seus olhos
Menina, estou com a cabeça em você
Eu vivi tanto tempo acreditando que todo amor é cego
Mas tudo em você
Está me dizendo que agora é…
Pra sempre, agora eu sei
E não tenho dúvidas em minha mente
Pra sempre, até que minha vida termine
Menina, eu te amarei pra sempre
Eu ouço o eco da promessa que eu fiz
“Quando você é forte, pode seguir sozinho”
Mas estas palavras soam distante quando olho pra você
Não, eu não quero seguir sozinho.
Nunca pensei que colocaria meu coração na linha
Mas tudo em você
Está me dizendo que agora
Pra sempre, agora eu sei
E não tenho dúvidas em minha mente
Pra sempre, até que minha vida termine
Menina, eu te amarei pra sempre
Eu vejo meu futuro quando olho em seus olhos
O seu amor faz meu coração viver
Porque eu vivi minha vida acreditando que todo amor é cego
Mas tudo em você, está me dizendo que agora é…
Pra sempre, agora eu sei
E não tenho dúvidas em minha mente
Pra sempre, até que minha vida termine
Menina, eu te amarei pra sempre
Pra sempre, agora eu sei
E não tenho dúvidas em minha mente
Pra sempre, até que minha vida termine
Menina, eu te amarei pra sempre
Veja a música em: 
(A PONTE RECOMENDA)

Os Beatles – Legado para o mundo

Os Beatles com seu jeito adolescente levava a platéia ao delírio com suas músicas pré-rock-roll. A verdadeira música nascia ali, quatro garotos de Liverpoll deixariam seu legado para o mundo.

Veja em: http://www.youtube.com/watch?v=gWvurnpKjE4&fs=1&hl=pt_BR

Todo Meu Amor

Feche os olhos e eu irei te beijar
Amanhã sentirei saudades de você
Lembre-se que eu sempre serei verdadeiro
E enquanto eu estiver fora
Escreverei para casa todo dia
E mandarei todo meu amor pra você